TECNOLOGIAS DE SEGURANÇA NO TRABALHO REMOTO
março 15, 2021
COMO GERENCIAR INVENTÁRIO DE TI
março 29, 2021
CORONAVÍRUS: COMO RECONSTRUIR O NEGÓCIO APÓS A PANDEMIA?

Olhando para os fatos

Educar-nos com os fatos é importante para reconstruir o negócio. Afinal, é possível revisar os acontecimentos conforme retornamos às operações normais.

Não importa se sua empresa é local ou nacional. Pesquise a população real de sua empresa e a área de distribuição. Isso inclui a região, estado ou área de mercado. Em seguida, determine o número de infecções por Coronavírus em sua região. Isso pode ser feito aqui. Então, divida as infecções pela população total. Dessa forma, pode calcular uma porcentagem das infecções reais.

A partir dessas informações, você pode desenvolver seu próprio modelo de negócios para avaliação. Contudo, se você é global, alguns países da UE, por exemplo, têm uma alta incidência de infecção. Enquanto outros são relativamente baixos. A UE oferece informações estatísticas semelhantes no seu Sistema Estatístico Europeu. Países como a Alemanha já estão desenvolvendo critérios para a retomada normal dos negócios em um plano de implantação.

Contudo, o número de pessoas infectadas pode aumentar. Portanto, todos os negócios devem seguir as melhores práticas de saúde recomendadas pelos serviços de saúde.

No entanto, precisamos iniciar o processo de reinvestimento de nossos recursos. E isso deve ser feito nas áreas mais benéficas e produtivas. Ou seja, precisamos ser proativos ao invés de reativos. Afinal, os fatos permitem que os líderes tomem decisões de qualidade.

Trauma e estresse

Não aja como um psicólogo. Você pode oferecer uma visão de bom senso ao trabalhar com grande número de pessoas e empresas. Contudo, alguns funcionários sofrerão de estresse traumático. Afinal, nunca houve um evento desse tipo na história moderna de natureza global. Ao menos, não desde a segunda guerra mundial. Ou seja, nunca populações inteiras foram forçadas a experimentar e testemunhar a gravidade desta pandemia.

Portanto, o estresse interno e o trauma de funcionários e clientes influenciarão os negócios no futuro. Dessa forma, a liderança inteligente precisa ser transformacional e proativa.

Vale lembrar que a extensão do estresse traumático seria maior em áreas de infecção de alto risco. Ou seja, um pouco menos em áreas menores de infecção. O que isso significa? Que as pessoas voltarão ao trabalho. Elas se engajarão novamente com a sociedade. Retornarão aos hábitos de compra pré-existentes. Contudo, tudo isso acontecerá mais rapidamente em áreas de infecção menores. Afinal, as populações de áreas de alta infecção terão maior estresse traumático. Portanto, pode levar um bom tempo para que essas áreas sejam restauradas.

Cultura

A gestão subordinada e os funcionários são a sua cultura empresarial. Portanto, se a liderança está indecisa sobre o curso e a direção, o mesmo acontecerá com os funcionários e clientes.

Líderes eficazes fornecem orientação e direção claras para as equipes. Lembre-se que essas condições são temporárias e não permanentes. Então, se você não tem uma estratégia de avanço em vigor, agora é a hora. Afinal, ao comunicar equipe, estrutura e expectativas, os líderes fornecem conforto e segurança para a maioria dos funcionários.

Culturas de qualidade contribuem para a sustentabilidade. Ou seja, reconheça que não está lidando com um negócio normal. Portanto, empatia e compaixão para com os funcionários serão necessárias. Afinal, os negócios não retornarão às posições pré-pandêmicas.

Dessa forma, entenda que a equipe é seu bem mais importante no momento. Afinal, se todos estiverem trabalhando por objetivos semelhantes, os desafios serão menos ameaçadores. Então, as melhores práticas devem ser revisadas e executadas em todos os níveis.

Estratégia

Qual é a sua estratégia para reconstruir o negócio? Se for uma continuação da estratégia existente, talvez seja a hora de uma revisão. Estas são recomendações a serem consideradas.

Controle a narrativa

Funcionários, gerência subordinada, clientes, fornecedores e concorrentes não devem controlar a narrativa de sua comunicação comercial. Portanto, desenvolva pontos de discussão relevantes e siga o roteiro. É necessária uma revisão? Então você é o responsável por alterar a narrativa.

Segurança

Exagere na criação de um ambiente de trabalho seguro. Ou seja, forneça:

  • Máscaras;
  • Desinfetantes;
  • Requisitos de distanciamento.

Contudo, identifique esses desafios com especialistas em saúde e equipes de funcionários. Além disso, permita que os funcionários ajudem e colaborem com você na criação de um local de trabalho mais seguro.

Mais comunicação

Coordene as reuniões da equipe semanalmente ou com mais frequência. Dessa forma, todos estarão sempre na mesma página. Você também pode fazer videoconferências diretas com funcionários em grandes organizações. Afinal, assim poderá garantir que sua mensagem não será perdida em meio a ruídos. E o mais importante. Não presuma que as pessoas entendam. Afinal, elas não entendem. Portanto, garanta que eles entendam com uma transmissão direta.

Contas recebíveis

A forma como comunicamos a cobrança de faturas dos clientes é crítica. Afinal, empresas que são implacáveis ​​na cobrança de faturas durante esta crise vão pagar um preço muito significativo. Ao menos na percepção do cliente e nas oportunidades de negócios futuras.

Todos os negócios estão lutando para sobreviver. Contudo, devemos entender que nossos clientes também estão. Então, garantir 50% de um pagamento é melhor do que zero. Portanto, a forma como as empresas negociam e cobram contas a receber deve ser cuidadosamente planejada e monitorada pela liderança sênior.

Clientes

Está procurando novos clientes nos mesmos lugares? Pois saiba que eles podem não existir mais. Então, invista na busca em canais e categorias que você nunca imaginou!

Os clientes, que antes diziam “não”, agora podem ser uma oportunidade. Portanto, pegue o telefone e ligue para eles pessoalmente. Expresse sua empatia pela situação e interesse em se tornar um fornecedor. Você pode ficar muito surpreso com a resposta.

Diversidade

Profissionais de qualidade não têm cor, sexo ou idade. Então, se comprometa com a diversidade e a igualdade de oportunidades. Não discrimine:

  • Grupos raciais, étnicos e / ou religiosos;
  • Trabalhadores mais velhos;
  • Mulheres;
  • Pessoas com deficiência.

Ou seja, por uma questão de política, permaneça apolítico. Assuma uma religião neutra e respeite os costumes locais.

Reconstruir o negócio com foco nas pessoas

Atualmente, vivemos épocas de incertezas. Empresas podem ter suas atividades encerradas e continuadas de uma hora para outra. Tudo dependendo da situação pandêmica em vigor.  Contudo, a reabertura deve ser considerada como um recomeço. Afinal, as regras mudaram. Os comportamentos dos funcionários e clientes mudaram. Portanto, a reabertura é uma oportunidade de reconstruir o negócio de forma diferente.

Reinventando durante o “novo normal”

A reabertura requer mais do que um retorno ao normal, entretanto. Afinal, o período imprevisível que se segue a esta pandemia não será igual ao anterior. Ele não apresentará apenas mudanças fundamentais só para a atividade econômica. Mas também normas culturais, valores sociais e comportamentos em rápida mutação.

Além disso, a flexibilização das restrições não é garantia de um rápido retorno ao normal. Podemos ver os seguintes cenários, cada um com seu próprio conjunto de riscos potenciais:

Remissão rápida

Aqui, a doença é contida e a vida volta ao “normal” de forma um tanto rápida.

Surtos cíclicos

Neste cenário, a doença se espalha para novos hotspots e se recupera nos antigos.

Curva achatada

Aqui, a taxa de infecções diminui. Contudo, o vírus não entra em remissão.

Caos prolongado

Considera uma situação com esforços aparentemente inúteis para controlar o vírus.

No fundo, a reinvenção exigirá um foco mais forte nas pessoas. Além de um maior compromisso com os recursos habilitados pela tecnologia. Afinal, são eles que tornam as organizações adaptáveis.

5 passos para reinvenção

As empresas precisarão dar cinco passos importantes para se comprometer com um programa de reinvenção:

  • Coloque as pessoas em primeiro lugar. Ou seja, coloque o cuidado no centro;
  • Projete espaços que funcionam. Ou seja, garanta um ambiente de trabalho seguro e inclusivo.
  • Resolva em fases. Afinal, redesenhar os negócios é o ‘novo normal’;
  • Comprometa-se com uma estrutura de custos elástica. Dessa forma, criará o combustível para o crescimento.
  • Prepare-se para o futuro. Ou seja, crie agilidade de última geração.

E lembre-se: Para reconstruir o negócio, é preciso inovar todos os dias.

Com mais de 15 anos e uma vasta experiência na implantação de ERPs, a InSTI é a escolha assertiva para a execução de seu projeto.

Entre em contato conosco e converse com um de nossos especialistas. Será um prazer atendê-los!

Ligue agora: 19 9.8814-7624